Publicado por: Cia Palhaçaria, Risadas e Outras Bestagens | junho 22, 2009

Estudante de Cinema…

Publicado em:

http://mtv.uol.com.br/podcastdecinema/blog/desligue-o-computador-saia-de-casa-e-v%C3%A1-ver-apenas-o-fim

Viver nos faz criar certas “verdades” na cabeça. Conceitos imutáveis e opiniões que não queremos arredar pé. Isso é uma tendência na vida de todo mundo. Quanto mais velho, mas babaquices idiotas você encara como a mais pura verdade. Eu, com 28 anos, já tenho algumas delas trancafiados em porões escuros e úmidos da minha cabeça.

Acontece que às vezes surge alguma coisa que te faz lembrar desses fungos impregnados na cuca. E te força a retirá-los. À força, se preciso for. Isso aconteceu comigo no último sábado e gostaria de dividir meu assombro com vocês.

Eu já tinha ouvido ótimas referências de “Apenas o Fim”, todas elas de fontes que confio, como o “Jovem Nerd” e o “Omelete”. Aos desinformados:

“Apenas o Fim” é um filme dirigido e escrito pelo estudante de cinema Matheus Souza. Ele produziu o longa apenas com equipamentos da PUC carioca, filmou dentro da universidade e teve como orçamento apenas R$ 8 mil.

Equipe técnica e elenco (basicamente, Erika Mader e Gregório Duvivier) trabalharam na brodagem.

Pois bem. Muito se fala sobre a dificuldade de se fazer cinema no Brasil. Eis uma das “verdades” que temos presa na mente. Vendo “Apenas o Fim”, dá para seguir acreditando nisso? Não.

Outra bobagem que eu tinha na cabeça: o Brasil sofre com falta de bons atores para cinema. Isso pode parecer uma heresia. “E o Tony Ramos, cara???”, você deve estar se perguntando.

Acontece que o Tony e boa parte de seus pares sofre com vícios de interpretação típicos das novelas, trágica escola de boa parte da classe artística.

A novela, aliás, é bastante culpada por vários dos problemas do cinema brasileiro. De enquadramentos cafonas a textos simplistas, passando por merchas invasivos em excesso e trilhas sonoras popularescas.

E aí você vai ver “Apenas o Fim” e percebe que:

1 – os atores estão todos absurdamente bem. Gregório Duvivier fala pelos cotovelos com uma naturalidade impar. Erika Mader está absolutamente apaixonante, linda e carismática.

Mal comparando com outra comédia romântica brazuca em cartaz, “A Mulher Invisível”, Duvivier e Erika dão um baile na dupla Selton Mello e Luana Piovani. Tudo bem que a base de comparação é bem mais complicada para Duvivier. Piovani, apesar de estonteante, quase põe tudo a perder.

2 – o texto do filme é primoroso. Isso é mérito não só do roteiro, mas também da direção de Matheus, que deixou os atores soltos para improvisarem.

3 – a trilha sonora é espertíssima. Até o inevitável Los Hermanos aparece para fortalecer a tríade barba-PUC-camisa polo.

Claro que “Apenas o Fim” tem lá seus problemas. Poucos, mas têm. A pequena subtrama envolvendo o “filme dentro do filme”, que conta com uma ponta de Marcelo Adnet, é absolutamente desnecessária.

As bem-vindas referências pop chegam ao ponto de QUASE atrapalhar. Sempre inspiradas e divertidas, elas permeiam praticamente toda frase dita pelo protagonista. E ninguém fala assim o tempo todo no mundo real. Mas elas estão lá e garantem boa parte das risadas do longa.

De resto, tudo ótimo para o filme. Cinema pop, arejado, jovem, feito com amor, inspiração e talento. Um caso extremamente bem-sucedido, que não acontece toda hora. Portanto, não perca a oportunidade de ver no cinema.

Quanto mais bilheteria esse filme fizer, mais os caciques da indústria brasileira vão perceber que cinema e inteligência podem sim conviver por aqui, serem felizes e nos dar mais e mais filhinhos adoráveis.

por Bruno Ondei


Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: