Publicado por: Cia Palhaçaria, Risadas e Outras Bestagens | fevereiro 27, 2010

Memorial da América Latina promove 3º Edição do Festival Ibero-americano de Teatro.

Público poderá assistir de graça 15 espetáculos de 12 países

Começa no dia 8 e vai até 14 de março, a terceira edição do Festival Ibero-americano de Teatro de São Paulo, organizado pela Fundação Memorial da América Latina. Todos os 15 espetáculos principais têm entrada franca. Participam do Festibero montagens teatrais de Cuba, Portugal, Espanha, Brasil, Argentina, Peru, Uruguai, Colômbia e México.

A mostra paralela – também gratuita – resgata os tempos áureos do circo-teatro. Ela acontecerá em uma lona montada ao lado do anfiteatro principal, onde o Circo de Teatro Tubinho diariamente apresentará uma peça diferente. Estão programadas mesas de debates e uma esperada oficina de dramaturgia, coordenada pelo mestre Chico de Assis.

O Festibero foi criado em 2008 por iniciativa do presidente do Memorial, Fernando Leça, para identificar, estimular e colocar em contato iniciativas teatrais contemporâneas da nação latina.  Idealizado, organizado e coordenado pelo diretor de atividades culturais do Memorial, Fernando Calvozo, este ano, a Comissão Curatorial do III Festibero foi encorpada com alguns nomes importantes do teatro brasileiro como a diretora teatral Elvira Gentil e os atores Paulo Betti e Lima Duarte. O festival conta também com a assessoria da uruguaia Glória Levy, que desde Montevidéu ajuda a escolher os grupos teatrais da região do Mercosul, do português José Leitão e do produtor paulista Walter Malta.

A coordenação das mesas de debates é da presidente da Apetesp, dramaturga e diretora teatral, Analy Alvarez. Entre os debatedores nacionais estão confirmados Ligia Cortez, Rodolfo Garcia Vasquese e Ênio Gonçalves. Eles irão debater com convidados internacionais, entre os atores, diretores e produtores que apresentarão suas peças no Festibero.

O Festibero é uma rara oportunidade para se ver espetáculos que dificilmente viriam ao Brasil e, deste modo, entrar em contato com grupos teatrais importantes, como por exemplo a Cia. Argos, formada em 1996, na cidade de Havana, em Cuba, que apresentará o espetáculo Final de Partida.

Outro grupo confirmado é o mexicano Entre Piernas, com a peça Tom Pain, una obra basada en nada, de Will Eno. O texto do dramaturgo americano foi montado pela primeira vez pelo Entre Piernas na cidade do México em 2008. Durante toda a peça, vemos um homem descalço sobre um bloco de gelo de verdade. A direção é do mexicano Alberto Villarreal.

Uma atração à parte do festival será o Circo de Teatro Tubinho (www.tubinho.com.br), que vem pela primeira vez para uma temporada na Capital, depois de percorrer as cidades do interior de São Paulo e Paraná. Trata-se de uma grande companhia de 35 circenses que cultivam a linguagem do circo-teatro como antigamente. Comandada pelo palhaço Tubinho, a trupe interpreta um repertório de 90 textos cômicos e mantém viva a tradição do circo-teatro, que foi muito popular nas primeiras décadas do século XX, até ser suplantado pelo cinema e depois pela televisão.

Tubinho montará na Praça das Sombras do Memorial sua lona de 20 m x 26 m, suficiente para abrigar 800 cadeiras, e apresentará as clássicas peças de teatro popular “O Ébrio”, “Marcelino Pão e Vinho”, “A Canção de Bernadete”, e a comédia “O Baita Macho”.

Clique aqui para conhecer a programação completa.

Do Memorial da América Latina


Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: